segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Medo..






Tem pessoas que tem medo de barata, medo rã, medo de borboleta (Pois é tem gente que tem esse medo kk), medo de bichos selvagens, medo de assistir um filme de terror com monstros, medo de dentista, medo de ir ao médico, medo do bicho papão (quando somos criança) kk, medo do escuro. Mas também tem aqueles medos que muitas pessoas têm em comum, o medo de se entregar a um amor, medo de confiar em uma pessoa novamente, medo de sofrer, medo de se apaixonar, medo de fazer amizades e depois se decepcionar com elas e muitos outros. Não pense que isso é algum problema, não pense que só você tem esse medo e não pense que seja um defeito. O medo faz parte da vida da gente, todos nós temos medos isso prova que nus importamos com as coisas, mas tudo demais não é bom. Como tudo na nossa vida, nós precisamos ter um equilíbrio. Em alguns casos o medo não é bom, ele pode nus impedir de realizarmos os nossos sonhos, de crescermos, de desenvolvermos, de alcançarmos nossos objetivos, de alcançarmos aquilo que queremos, eles nus impede de viver. Então o medo é algo ruim? Não. Nós só não sabemos administra-lo bem. Precisamos ter um autocontrole sobre ele, precisamos usá-lo quando necessário, contanto que ele não nus empeça de realizarmos aquilo que estimamos. Como diz Mark Twain: “Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência do medo.”
Por que precisamos do medo? Os medos nus servem como uma autopreservação. E o que é autopreservação? É você preservar a si mesmo, ou seja, proteger a si mesmo. Proteger contra o quê? Contra situações que você já vivenciou, por exemplo, se decepcionar com um amigo. Você vai ter mais cuidado quando fizer novas amizades. É pra você ter cuidado, não deixar de viver. Tem pessoas que viram anti-sociais por que sofreram uma decepção. Uma coisa que evidencio muito na minha vida é que, nem todo mundo é igual, ninguém tem nada haver com o que você passou na vida, não podemos descontar decepções e frustrações passadas em pessoas futuras, em pessoas que conhecemos agora. Precisamos apenas nus autopreservar. Como diz o sábio Augusto Cury:” Construí amigos, enfrentei derrotas, venci obstáculos, bati na porta da vida e disse-lhe: Não tenho medo de vivê-la.”


Dayany Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário